top of page

Fique por dentro do nosso conteúdo rico para o transporte rodoviário de cargas

Direção econômica no transporte rodoviário de cargas.

Atualizado: 2 de mai. de 2023

Artigo escrito por Patric Dall Asen, Diretor Administrativo na Nextransport



Antes de avançar no artigo responda:


Quando ocorreu em sua transportadora o último treinamento / capacitação de motoristas?


Se você não obteve respostas mesmo fazendo uma consulta em seus relatórios, sistemas, arquivos e até ao time de RH, sinto lhe informar, mas a sua empresa está à deriva da consciência individual de cada motorista na execução da viagem.

Agora, se sua empresa possui uma política de treinamento, desenvolvimento, capacitação, e monitora indicadores de desempenho, realiza a análise do acerto de viagem e respectivos resultados, parabéns, continue evoluindo, sua transportadora está no caminho certo!


"Produtividade e rendimento estão diretamente ligados a forma com que o motorista conduz o veículo, e esse por sua vez é o reflexo dos treinamentos e orientações que recebe. Fique atento!".


Ineficiências e anomalias refletem o desalinhado de expectativas. Fujio Cho, presidente honorário da Toyota Motor Corporation já dizia "Primeiro construímos pessoas, depois construimos carros".


É com a direção econômica que cumprimos dois objetivos principais: contribuir para a redução de custos e aumentar a segurança operacional.

Para redução de custos, o modo de condução econômica impacta diretamente na redução do combustível, manutenção, pneus e indisponibilidade. Assim, ao treiná-los temos a oportunidade com uma única ação reduzir todos esses custos, trazendo um grande aumento de eficiência para a sua operação, sem contar na aproximação entre os envolvidos.

Segundo um estudo conduzido pelo Ministério dos Transportes, Portos e Aviação, mais de 50% dos acidentes são causados por imprudência dos motoristas. Além disso, 90% dos acidentes de trânsito são motivados por falhas humanas, conforme análise do Observatório Nacional de Segurança Viária, e as perdas com acidentes envolvendo caminhões são até 12 vezes mais custosos do que os roubos de carga nas estradas, segundo a Associação de Gestão de Despesas de Veículos (AGEV).

O ato de conduzir o veículo da maneira eficiente e de acordo com o trajeto e operação a ser executado é fundamental , sendo assim capacitar os motoristas é uma grande forma de reduzir acidentes e aumentar a segurança da sua operação, o que também irá contribuir para uma redução de custos.

Elabore estratégias de capactação, políticas de recompensa e acompanhe o desempenho de seus motoristas.

7 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comments


bottom of page